10 religiões dedicadas a Satanas que não conhecias

10 religiões dedicadas a Satanas que não conhecias

 

Se quando você ouve falar em Satanismo te vem à mente apenas a imagem de rituais malignos que envolvem sacrifício de crianças, você precisa conhecer outras formas de satanismo. Sim, assim como outros segmentos religiosos possuem graus, falanges, segmentos e correntes diferentes, o Satanismo também possui suas vertentes.

 

A intenção aqui, caro leitor ultra curioso, é mostrar que toda doutrina carece de apreciação, porque todas têm fundamento. Crer ou não, assim como a intenção que se coloca no culto religioso, fica por conta de que se envolve com a coisa toda.

 

Como diz o princípio universal da polaridade, “Tudo é duplo, tudo tem dois polos”. Vem com a gente se informar sobre essa curiosidade sem medo.

1- The Satanic Temple

 

1

 

The Satanic Temple é uma organização que se descreve com a missão de “encorajar benevolência e empatia entre as pessoas, se opondo ao autoritarismo tirano, pregando um senso comum de justiça, guiados pela consciência individual do ‘ser’”. Eles mantém membros oficiais no mundo todo e têm agendas e fóruns direcionados a todos. Inclusive crianças.

 

2- A Igreja de Satã

 

2

 

Fundada por Anton Szandor LaVey, em 1966, a Igreja de Satã tem essência filosófica humanista e individualista, criticando a repressão sexual e o sentimento de culpa cristã. LaVey escreveu a Bíblia Satânica, que é o código norteador da Igreja de Satã. Nela ele explana que todos os deuses existentes foram criados pela mente dos homens. Todos são a projeção da natureza de cada cultura em que nasceu. São personificação de aspectos universais ou individuais com os quais os seguidores se identificam cegamente.

3- Luciferanismo

 

3

 

Neste segmento, Lúcifer não é visto como a personificação do mal como é visto no cristianismo. Sua imagem, como é descrita no 1º princípio Luciferiano, representa iluminação do intelecto possibilitando coragem e empoderamento para ser responsável pela própria ascensão espiritual. A Igreja Neo-Luciferiana prega que as pessoas podem se responsabilizar pelas próprias atitudes, atuando como agentes morais da própria conduta, contando com todo potencial pessoal para aproveitar as próprias possibilidades.

 

4- Satanismo Teísta

 

4

 

Algumas correntes do cristianismo pregam que existe uma guerra entre bem e mal, na qual Deus representa o bem e Satanás é a personificação do mal. O breve artigo “Crítica ao Cristianismo baseado em Duoteísmo” (tradução livre) da Satanista Diane Vera, explica que essa corrente satanista também acredita nessa polarização bem e mal, mas vêem Satanás como o cara bom, que dá ao homem liberdade através do conhecimento, enquanto a intenção pregada pelos seguidores de Deus seria escravizar a raça humana.

5- Satanismo Anti-cosmos

 

5

 

Também chamada de Gnosticismo do Caos, essa vertente acredita que toda a ordem cósmica criada por Deus nada mais é que uma ilusão criada para esconder o caos infinito e multifacetado do universo.

 

6- Satanismo Transcendental

 

6

 

O criador dessa corrente satanista, Matt “The Lord” Zane, prega em seu Tanscendental Satanism Book que a elevação espiritual virá pelos próprios indivíduos a partir de suas experiências com tudo o que a vida oferece. Principalmente da aceitação e entendimento de seus aspectos mais sombrios.






7- Demoniolatria

 

7

 

Demoniolatria, como o nome sugere, trata-se da adoração a demônios. Porém, similarmente ao Satanismo Transcendental, os adoradores dessa corrente personificam e contemplam os próprios aspectos negativos afim de atingirem entendimento.

 

8- O Templo de Set

 

8

 

Fundado pelo braço-direito de LaVey, Michael Aquino, após o mesmo se desligar da Igreja de Satã. Setians, como são chamados os seguidores dessa corrente, acreditam numa forma genuína de Satanismo em oposição à Igreja de Satã. Eles usam a imagem do deus egípcio Set, que eventualmente representa a escuridão e o ódio a todos os outros deuses, para representarem seus ideias.

9- Satanic Reds

 

9

 

Os Satanic Reds não acreditam na personificação do mal, mas creem na existência de uma força sombria presente desde o início dos tempos. Tani Jantsang, figura proeminente entre os Satanic Reds, explica que a palavra Satan se originou de duas palavras do antigo sânscrito: Sant, que significa escuridão infinita e tan, que é a força que permeia tudo que existe.

 

10- Satanismo Politeísta

 

10

 

Como o próprio nome sugere, o Satanismo Politeísta consiste na adoração de vários deuses, mas nenhum do senso comum. A mais famosa igreja satânica politeísta é a Igreja de Azazel, e eles cultuam Satan, Azazel, Lilith, Prometheus, Ishtar, Pan e Lúcifer ou Sophia. Sophia é uma deusa gnóstica cuja história tem muito em comum com a de Lúcifer.

 

Fontes: Church of Satan; The Satanic Temple; Church of Lucifer; Diane Vera; ListVerse