17 factos científicos completamente errados

17 factos científicos completamente errados

 

Hollywood, amigos e família têm perpetuado estes 17 mitos da ciência durante anos. Mas vamos lá esclarecer a verdade!!!

 

Os belos anéis de Saturno não são faixas sólidas. Os anéis são compostos por partículas individuais de poeira e de gelo, que variam entre um tamanho microscópico até vários centímetros de comprimento.

 

1

 

Ao contrário do que aprendeste na escola, há quatro estados da matéria, e não três. Sólido, líquido, gasoso e plasma são os quatro estados da matéria que vês todos os dias.

 

2

 

O filme “O Núcleo” quer-nos fazer crer que o centro da Terra é feito de um líquido derretido. Na verdade, o núcleo da Terra é uma esfera densa de níquel e ferro com um diâmetro de cerca de 1100 km.

 

3

 

Surpresa: As orcas são mais estreitamente relacionadas aos golfinhos do que outras baleias.

 

4

 

Ao contrário do que muitos pensam, sim, existe gravidade no espaço, pois não há um lugar sequer no Universo onde te possas esconder dessa força. Se te queres referir àquela sensação de ausência de peso experienciada pelos astronautas durante uma viagem espacial, o termo correcto não é “gravidade zero”, mas sim microgravidade.

 

5

 

Ao contrário da crença popular, as moscas domésticas não têm uma vida útil de 24 horas. Então, achas que é melhor esperar para a sua companheira de casa sem ser convidada morrer em vez de espantá-la, pensa novamente. A mosca comum pode viver até um mês!

 

6

 

[click_to_continue]

Um ano de vida do cão não é equivalente a sete anos de vida humana. Os cães ficam “mais velhos” durante os dois primeiros anos e depois depende da raça do animal. Para algumas raças de cães, 1 ano corresponde a 14 anos humanos.

 

7

 

Deixar cair um centavo do Empire State Building não vai matar ninguém. A moeda de um centavo cai a 80 km/h, o que não é suficientemente rápido para matar.

 

8

 

Os buracos negros não são realmente pretos. Eles são ilustrados em preto porque não emitem nenhuma forma de luz visível. Uma das únicas maneiras de sabermos da existência de buracos negros é por causa da força gravitacional que eles têm sobre as estrelas.

 

9

 

Embora seja o planeta mais próximo do Sol, Mercúrio não é o planeta mais quente do sistema solar. Com uma temperatura média de superfície de 462 graus Celsius, Vénus pode derreter chumbo e é o planeta mais quente do nosso sistema solar por causa do seu vulcanismo altamente activo.

 

10

 

Há um equívoco comum que diz que Albert Einstein era um estudante péssimo na escola, principalmente em matemática. Pelo contrário, Einstein disse uma vez: “Antes que eu completasse quinze anos, eu dominava cálculo diferencial e integral.”

 

11

 

Ao contrário do que muitos filmes de ficção científica retratam, não há fogo no espaço exterior. O fogo precisa de oxigénio para existir, e não há oxigénio no espaço. Abaixo está uma cena de Star Trek III.

 

12

 

[click_to_continue]

Loiras e ruivas não estão “em extinção”. Os genes não se extinguem. Genes recessivos, como o gene para a cor do cabelo ruivo ou loiro, pode ser carregado de geração em geração sem emergir como uma cor de cabelo.

 

13

 

Pneus de carro não te protegem de ser electrocutado se o teu carro for atingido por um raio. É na verdade a estrutura metálica do veículo que cria uma espécie de gaiola de electricidade, que protege o interior do veículo.

 

14

 

Não penses que podes ingerir inúmeras quantidades de vitamina C que tudo vai ficar bem. O limite superior para um adulto é de 2.000 miligramas por dia. Enquanto uma mega-dose de vitamina C provavelmente não te vai matar, mas irá causar diarreia, náuseas, vómitos, dor de cabeça, azia e outros efeitos colaterais desagradáveis.

 

15

 

A radiação é frequentemente associada com a radiação nuclear, criando o equívoco de que toda a radiação é má para o humano. A luz é uma forma de radiação, como a radiação de microondas que cozinha as suas refeições congeladas. Apenas a radiação de maior energia é prejudicial ao tecido humano.

 

16

 

Estalar os dedos não te vai dar artrite, mas pode irritar os colegas de trabalho.

 

17