As 8 atracções turísticas que valem mesmo a pena

As 8 atracções turísticas que valem mesmo a pena

 

És um turista ou um viajante? Com estas oito atracções muito populares e absolutamente deslumbrantes à volta do mundo, podes ser as duas coisas. Dá a volta ao globo e descobre por ti.

 

Cidade do Vaticano

 

01

 

A imponente Cidade do Vaticano, independente desde 1929 – e tecnicamente o país mais pequeno do mundo – tem sido sempre um ponto de visita obrigatório para turistas de qualquer denominação; Católica ou outras.

 

Claro que vais encontrar muita mercadoria para turista nas redondezas desta cidade, mas, quando conseguires fugir aos vendedores que tentam impingir porta-chaves do Papamóvel, vais dar de caras com alguns dos melhores exemplos de arquitectura renascentista e barroca do mundo.

 

Passear ao lado da colorida Guarda Suíça, passar pelos museus do Vaticano, a Basílica de São Pedro e a deslumbrante Capela Sistina, são um mergulho no tempo com mais de 500 anos. E o melhor é que podes fazer tudo num só dia.

 

Dica extra: Não convém estar de pernas e braços descobertos neste estado eclesiástico, por isso vai tapadinho.






Capadócia, Turquia

 

02

 

Temos a certeza que já viste imagens, mas não há fotografia que faça realmente justiça à Capadócia. A apenas uma hora de carro da cidade de Kayseri, este reino da antiguidade existe, sob uma ou outra forma, há mais de 3,500 anos. Hoje, as suas habitações trogloditas e formações vulcânicas fálicas (também conhecidas como ‘chaminés de fadas’) deixam maravilhadas as centenas de milhares de pessoas que as visitam todos os anos.

 

A melhor maneira de descobrir a Capadócia é a partir do céu. A cerca de €200 a viagem, estes passeios de balão de ar quente podem facilmente cheirar a armadilha sobre-inflacionada para turistas. No entanto, os passeios duram uns bons 95 minutos, e, quando levantares amarras e estiveres a voar sobre este estonteante Património Mundial da Humanidade, vais perceber que é um pequeno preço a pagar para viver esta experiência numa das mais incríveis maravilhas do mundo.

 

Dica extra: Evita as multidões e vê a Capadócia em todo o seu esplendor chegando antes do nascer do sol.

Palácio de Versalhes, França

 

03

 

A França está cheia de castelos e palácios ornamentados, mas não há nenhum que se compare a Versalhes. Este que é o mais imponente e grandioso de todos os palácios barrocos albergou a corte francesa de 1682 até à Revolução Francesa em 1789. Hoje em dia, as portas abrem-se tanto para os príncipes como para o povo, que fazem a viagem de uma hora de comboio a partir do centro de Paris para o ver em todo o seu esplendor.

 

Começa com um passeio pelos imaculados Jardins de Versalhes. Quando precisares de um bocadinho de sombra, aproveita as colunas de mármore rosadas do Grand Trianon.

 

Enche-te de paciência para superar a espera inevitavelmente longa – vale mesmo a pena! – para espreitar a ‘pièce de résistance’ do Palácio: a Galerie des Glaces. Este salão de 73 metros de comprimento é ladeado por 17 enormes espelhos de um lado e 17 janelas simetricamente opostas do outro, com uma vista linda para os jardins, e o lindíssimo tecto, trabalhado com frescos, conta a história dos feitos da monarquia.

Petra, Jordânia

 

04

 

Petra é conhecida no Médio Oriente como a jóia da coroa da Jordânia, mas, na cultura ocidental, é mais provável que a reconheçam a partir de filmes como o clássico Indiana Jones e a Última Cruzada ou o mais recente Transformers 2.

 

Enquanto os filmes podem certamente ajudar a atrair as pessoas a este Património Mundial da Humanidade da UNESCO, são mesmo a beleza estonteante e o estado de conservação desta cidade da antiguidade que realçam a importância de Petra. Construída em 300 A.C. pelos Nabateus com uma impressionante atenção ao pormenor, este enclave arqueológico inclui túmulos, estábulos e até um anfiteatro, tudo esculpido com destreza em paredes de arenito.

 

Perde-te durante o dia entre as maravilhas desta cidade vermelha, e ao cair do sol, dirige-te ao “Tesouro” de Petra, o templo central de Al Khazneh, e deixa-te encantar pela pedra vermelha iluminada em tons dourados pelas chamas das velas.

Lagoa Azul + Aurora Boreal, Islândia

 

05

 

Não se pode falar da Islândia sem falar da Lagoa Azul. É verdade que a beleza nórdica e o prestígio reconhecido deste grande spa geotermal significa que o local se tem tornado cada vez mais comercial e apinhado de visitantes – mesmo com as entradas a começarem nos 45€. Mas ainda assim, continuamos a achar que esta fantástica atracção – a apenas 50 minutos de carro do centro de Reykjavik – é absolutamente imperdível.

 

Por causa da proximidade da lagoa com um campo de lava e as condições geológicas circundantes, as águas de 39ºC, ricas em minerais como sulfato e silício, proporcionam momentos verdadeiramente relaxantes e rejuvenescedores.

 

Se fores a banhos durante o Outono e o Inverno, não te esqueças de visitar outra inspiradora maravilha do mundo, a grande Aurora Boreal a dançar através da noite.

 

Dica extra: Reserva com antecedência! Visita o site da Lagoa Azul para comprares os teus bilhetes e certifica-te de que não ficas à porta!

Machu Picchu, Perú

 

06

 

Conhecer Machu Picchu – discutivelmente a maior atracção em toda a América Latina – é viver uma experiência única, até porque vais ter de subir quase 2.500 metros acima do nível do mar para lá chegar!

 

Construído em meados do século XV, Machu Picchu representa o último vestígio do império Inca no planeta. Uma grande parte da área edificada está a envelhecer a passos largos, mas ainda podes fazer uma visita e espreitar este exemplar da arquitectura inca, com escadarias, templos, aqueductos e miradouros espalhados pelos 12 hectares labirínticos de paisagem montanhosa.

 

Tendo em conta que paira acima das nuvens, Machu Picchu é surpreendentemente fácil de alcançar. Aterrando na encantadora aldeia de Cuzco (um voo curto de 90 minutos a partir do aeroporto de Lima), basta apanhar um comboio, um autocarro ou uma excursão de caminhantes e pões-te lá em três tempos!

 

Las Vegas Strip, EUA

 

07

 

Esquece o que dizem as outras pessoas; às vezes, mais é mais. Ao menos é o que se pode dizer do Las Vegas Strip.

 

Tentar explicar a extravagância de Las Vegas a quem não a conhece é sempre uma tarefa infrutífera. Uma bacia multicolor aberta 24 sobre 24 horas no fundo do deserto, é um lugar onde o único tamanho que existe é o XXL e tudo pode (e provavelmente vai!) acontecer.

 

O Las Vegas Boulevard South é conhecido pela densa concentração de bares duvidosos, resorts extravagantes, e casinos abertos todo o dia e toda a noite. Até encontras versões ‘Las Vegas’ de monumentos turísticos famosos de fora dos Estados Unidos, como o Eiffel Tower Restaurant e o resort e casino de luxo com cinco ‘diamantes’, o The Venetian.

 

São mais de 30 milhões de pessoas que vão todos os anos sentir a glória cintilante da avenida central da Cidade do Pecado. Segue a manada e prepara-te para as férias mais bombásticas, ordinárias, e simplesmente loucas que alguma vez irás experimentar. What happens in Vegas stays in Vegas!

Peak Tram, Hong Kong

 

08

 

A olhar a miscelânea de coberturas de Hong Kong , desde os arranha-céus ultramodernos aos espessos jardins florestais, o Peak Tram é o funicular mais incrível de sempre.

 

Inaugurado em 1888 para uso particular do governador britânico Sir George William Des Vœux e dos seus dignitários, e dos residentes da montanha de Victoria Peak, hoje, mais de 4 milhões de turistas escalam a subida todos os anos. A viagem surpreendentemente célere pode durar uns meros 7 minutos mas a vista que se proporciona no topo é inigualada em qualquer outro ponto da Pérola do Oriente. É imperdível!