Ilha Taal tem um lago que tem uma ilha com um lago

Ilha Taal tem um lago que tem uma ilha com um lago

 

Sim, isso é possível. Nas Filipinas, temos o estratovulcão (vulcão após ter várias erupções) Taal, situado na ilha de Luzon, a maior do país. E por ser uma caldeira formada, existe dentro dele o lago Taal, onde, por sua vez, temos a ilha Taal.

 

A distância do local até a capital, Manila, é de 50 km. O vulcão já causou estragos na região, tendo 6 erupções desde o registo da sua existência, no século XV.

 

A caldeira é maioritariamente preenchida pelo lago Taal, com 267 quilómetros quadrados e profundidade de 160 metros. O vulcão Taal pertence a uma cadeia de vulcões que percorre o lado oeste da ilha de Luzon. Devido as erupções que ocorreram historicamente nesse lugar, a actividade acabou gerando outra ilha vulcânica dentro da caldeira, nomeada como Ilha do Vulcão, cobrindo uma área de 23 km e é formada de cones e crateras sobrepostas. E por mais incrível que pareça, temos um lago de dois metros de comprimento dentro, chamado de Lago da Cratera. Consequentemente, no interior deste, existe uma pequena ilha vulcânica, Vulcan Point, que fica dentro da Ilha do Vulcão.

 

1

 

A faceta do local apenas pôde ser concluída devido as erupções violentas, causando mortes, destruindo vilarejos e plantações nas áreas povoadas, tendo a marca de 5 a 6 mil vítimas actualmente. Isso fez com que ele fosse monitorizado pelo governo, tendo qualquer actividade registada. A última foi gravada há nove anos, 2006, com um aumento de nascentes de água quente na cratera. Assim, o vulcão encontra-se adormecido desde 1977, tendo apenas criado facturas no solo e o desenvolvimento de gêiseres de lama em alguns pontos da ilha.

 

2

 

Ele até já foi chamado de “Vulcão de Década” em 1990 pelo seu histórico e sendo aproveitado em pesquisa para prevenção e segurança em desastres naturais que possam vir a acontecer. Tomara que ele continue assim, em profundo sono.