Quer sair do Facebook mas falta um empurrão? Nós damos-lhe 7

Quer sair do Facebook mas falta um empurrão? Nós damos-lhe 7

Embora a rede social de Mark Zuckerberg seja usada por mais de mil milhões de utilizadores, a verdade é que o número de pessoas saturadas da vida social começa a aumentar. Se faz parte deste leque e quer abandonar o Facebook, Leyla Abdullayeva do site LifeHack dá-lhe sete boas razões.

É a rede social com mais sucesso em todo o mundo mas a relação amor-ódio dos utilizadores em relação ao Facebook tem sido cada vez mais notória e aumenta o número de casos de desistência.

Se faz parte do leque de pessoas que quer abandonar a rede social mas precisa de um pequeno empurrãozinho, Leyla Abdullayeva do site LifeHack dá-lhe sete! Sim, sete boas razões para ter uma vida social real ao invés de um mundo virtual.

Em primeiro lugar, destaca Leyla, o tempo gasto na rede social é sempre maior do que o desejado: as pessoas perdem-se na imensidade de informação e conteúdos publicados na rede social e passam horas a fio entre links, imagens e páginas, esquecendo-se da vida lá fora. E não só, muita da informação partilhada acaba por ser inútil e desinteressante, não contribuindo em nada para o seu conhecimento.

Além disso, ver constantemente imagens de pessoas felizes, de férias ou gastar dinheiro pode deixá-lo desmotivado, insatisfeito e com uma autoestima baixa. Contudo, a situação pode agravar-se ainda mais assim que o utilizador se aperceba que embora tenha muitos contactos na rede social, na realidade, poucos são os amigos verdadeiros. Quer um exemplo? Faça uma festa em sua casa e veja quem iria convidar da centena de amigos que tem na rede social.

E como são poucos os amigos verdadeiros, são poucos os que vão realmente gostar do que partilha na rede social, e isto, explica Leyla Abdullayeva, vai levá-lo a ‘dar um toquezinho’ às suas publicações, de forma a que fiquem mais interessantes e chamativas.

[pub_quadro_exoclick]

E se estamos no âmbito social, já pensou que o facto de comunicar com as pessoas quase exclusivamente através do Messenger do Facebook pode estar a impedi-lo de ter uma conversa verdadeira? Daquelas frente a frente, sem emoticons e abreviaturas.

Para finalizar, e não menos importante, já pensou nas vezes que desbloqueia o telemóvel para ir ao Facebook ou as vezes que faz refresh à página aberta no seu browser para ver novas ‘histórias’? Pois bem, o Facebook acaba por tornar-se na sua vida e no momento mais excitante do seu dia, o que acaba por ser deprimente, diga-se.

Se se enquadra nestes tópicos, o melhor é mesmo reduzir o tempo gasto na rede social ou dizer adeus de vez ao mundo virtual e aproveitar o seu tempo livre para passear e fazer aquelas coisas que os seus ‘amigos’ dizem que fazem e que teimam em publicar nas redes sociais.

[taboola]