TOP 13 mitos sobre a saúde que você ainda acredita ser verdade

TOP 13 mitos sobre a saúde que você ainda acredita ser verdade

 

Comer de madrugada engorda mais? Cortar o cabelo faz com que ele cresça mais rápido? Nós usamos só 10% do nosso cérebro? Para acabar de vez com os mitos sobre a saúde, essas e outras dúvidas foram respondidas…

 

Passados por parentes, conhecidos, ou até mesmo vistos em algum lugar na internet: há inúmeros conselhos de saúde que vemos, ouvimos e acreditamos, mas que na verdade são apenas “conversas para boi dormir”. Sendo assim, separamos o que é mito – desvendados por médicos britânicos e postados pelo jornal Mirror – do que é verdade. Você pode conferir a seguir e se preparar para não cair mais nas histórias de ficção sobre saúde.

 

1 – O chiclete que você engolir ficará no seu estômago por até sete anos”

 

De acordo com o Dr. Rob Hicks, médico particular e escritor, nosso aparelho digestivo não pode quebrar a resina sintética das gomas de mascar, mas é muito eficiente em mover o conteúdo do estômago para fora do corpo. Sendo assim, ele acaba saindo por outra extremidade em dias, não em anos.

 

2 – Deixe cortes ou feridas abertos, vão cicatrizar mais rápido

 

Deixar feridas ou cortes expostos para curá-los é um mito. Na verdade, criando condições de umidade, as células começarão a crescer, dividir e migrar em uma taxa aumentada. Sendo assim, se as feridas são deixadas para secar ao ar livre, a formação de novos tecidos será muito mais difícil. Além disso, de acordo com o Dr. Hicks cobrir uma ferida também reduz o risco de infecção e diminui a chance da lesão sofrer mais danos, o que iria atrasar a cura.

 

3 – Tosse com muco verde? Você precisa de um antibiótico

 

De acordo com o médico, esse método para prescrever antibióticos já não é mais usado. “A cor não ajuda a distinguir entre uma infecção viral e uma bacteriana. A maioria das infecções associadas ao catarro é causada por vírus e, como antibióticos somente tratam infecções bacterianas, eles não têm nenhum efeito”, disse.

 

4 – O seu músculo de transformará em gordura se você não o exercitar

 

Músculo e gordura são dois tipos diferentes de tecidos e um não pode se transformar em outro, de acordo com a cientista em nutrição, Dr.ª Susan Jebb, da Universidade de Oxford. “A confusão surge porque se você não usar seus músculos, pode perdê-los”, explica. “Isso porque o tecido muscular é discriminado (como parte do ciclo normal de renovação do tecido), mas depois não é substituído”, acrescenta. Sendo assim, se você comer mais calorias do que precisa, os depósitos de gordura vão aumentar.

 

5 – Rapar o cabelo faz com que ele cresça mais rápido

 

De acordo com Dr. Hicks, não. “Não faz, e ele também não vai crescer mais espesso”, disse. “O cabelo ‘mais grosso’ é só uma ilusão, pois a remoção da ponta cônica deixa-o com uma extremidade cega que é mais visível.”

 

6 – Estalar os dedos provoca artrite

 

Já houve estudos sobre isso, no entanto, nenhuma evidência para apoiá-los. Em um deles, realizado pela Universidade de Alberta, no Canadá, foi sugerido que quando as articulações musculares são puxadas, elas formam uma pequena cavidade repleta de gás, que em seguida, entra em colapso, criando aquele barulho de estalo.

 

[click_to_continue]

7 – Comer de madrugada engorda muito mais

 

É falsa essa afirmação de que se fizermos isso, as calorias se depositarão nas células de gordura mais facilmente do que as são ingeridas na parte do dia.

 

“Não é quando, mas o que você come“, disse a Dra. Jebb. “Seu metabolismo básico é bastante consistente ao longo de um período de 24 horas e não abranda durante a noite, embora, naturalmente, você queime menos calorias quando está dormindo.”

 

8 – Nós usamos só 10% do nosso cérebro

 

Esse conceito até serviu como base para a produção do filme “Lucy”, estrelado por Scarlett Johansson. Nele, Lucy usa sua inteligência para desenvolver reflexos rápidos e até mesmo controlar o tempo. Contudo, os cientistas afirmam que cada parte do cérebro tem um papel específico e importante. Varreduras comprovam que não existem áreas não utilizadas.

 

Além disso, estudos feitos em pessoas com lesões cerebrais revelam que danos em qualquer área podem resultar em perda de funções.

 

9 – O açúcar deixa as crianças hiperativas

 

Muitos estudos já foram realizados especificamente olhando para essa afirmação e nenhum deles encontrou evidências para sustentá-la. Já entre os pais, quando informados de que seu filho tinha ingerido açúcar – quando não tinha -, eles relataram que a criança estava hiperativa.

 

Porém, há algumas evidências que sugerem que certos aditivos usados em bebidas açucaradas e alguns doces possam causar hiperatividade em algumas crianças.

 

10 – Incline a cabeça para trás para parar a hemorragia nasal

 

Isso não ajuda. O certo é comprimir a parte macia do nariz, abaixo da ponte óssea, inclinar a cabeça para frente e respirar pela boca, segundo Dr. Hicks. “Inclinar-se para a frente ajuda o sangue sair do nariz, em vez de ir para baixo, na parte de trás da garganta onde poderia provocar irritação do estômago”, disse.

 

11 – Comer mais cura o resfriado, comer menos alivia a febre

 

Esse mito vem desde a Idade Média, quando as pessoas acreditavam que a febre era causada por excesso de sangue, o que levava ao superaquecimento, enquanto que o resfriado era causado por um sistema imunológico depressivo e fraqueza de espírito.

 

No entanto, se você estiver resfriado ou gripado, são necessários nutrientes em abundância para impulsionar o sistema imunológico, de acordo com Mary-Lou Harris, do New You Boot Camp (newyoubootcamp.com).

 

12 – Esquentar a comida no micro-ondas acaba com os nutrientes

 

Estudos já descobriram que, muitas vezes, o micro-ondas é capaz de manter mais nutrientes do que o fogão convencional. Isso porque o tempo de cozimento é mais curto, e vitaminas e minerais são sensíveis ao calor. Além disso, você usa menos água, e alguns nutrientes são mantidos nesse processo.

 

A maneira mais saudável para cozinhar é através do vapor, no entanto, cozinhar no micro-ondas não vai causar nenhum dano. A exceção fica por conta do leite materno, que se aquecido no aparelho, terá a potência das enzimas diminuída.

 

13 – Acordar um sonâmbulo pode fazer com que ele tenha um ataque cardíaco

 

“Pode deixá-los um pouco desorientados, mas não irá causar qualquer dano”, explica Dr. Hicks. No entanto, de acordo com o médico, o melhor é não o acordar, apenas certificar-se de que ele permaneça seguro e guiá-lo de volta para a cama.